Sociedade Online

Petrobras
 
 
Poder

Juiz baiano é condenado por impedir promotora de trabalhar

O magistrado colocou cadeado nas dependências dos cartórios Publicada por Géssica Lopes às 12:15, 23/09/2013

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) condenou o juiz Antonio Henrique da Silva, da Comarca de Conceição do Almeida, no Recôncavo baiano, a "pena de censura" por má conduta. A decisão é do dia 17 de julho, mas somente foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico (DJE) desta segunda-feira (23).

Foi julgado pelo Pleno do TJ-BA por unanimidade, a procedência da acusação. De acordo com o processo administrativo disciplinar instaurado pela Corregedoria, o magistrado colocou cadeado nas dependências dos cartórios do fórum da comarca de Conceição do Almeida para impedir o acesso da promotora de Justiça lotada na localidade.

O juiz também foi acusado de tratar de maneira grosseira e humilhante a promotora de Justiça, os serventuários e membros da sociedade, além de manusear arma de fogo na frente de diversas pessoas para intimidá-las. Para reforça a intimidação, o juiz Antonio Henrique da Silva afirmava ter sido policial militar. O juiz, após um desentendimento com uma advogada, ainda teria ameaçado prendê-la.

Mais Notícias

Redes sociais
RUA JARDIM FEDERAÇÃO, N° 81, FEDERAÇÃO. CEP: 40239-901 - SALVADOR-BA | TEL.: 3486-3201 - FAX.: 71 3486-3214. © COPYRIGHT 2000-2014 | RÁDIO SOCIEDADE AM - 740 AM - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS